quarta-feira, 4 de março de 2009

A questão do transporte em Brazlândia!

A cidade de Brazlândia e uma das mais a afastadas do DF e por isso sofre com graves problemas no seu sistema de transporte, ônibus lotados,sucateados, passagens abusivas.Os problemas são vários,no entanto e necessário se pensar alternativas que possam melhorar este sistema.A população precisa se mobilizar e reivindicar a melhoria.Por muitos anos somos reféns deste sistema que não atende nossas necessidades e um sistema excludente,pois existe um toque de recolher nas satélites quem não pega o ultimo da meia noite fica “empenhado” dependo do corujão isso quando este não quebra,os ônibus não são suficientes para a demanda da cidade por isso se faz urgente um estudo para que se melhore o sistema,a frota tem de ser trocada toda e não apenas parcialmente,a população do assentamento sofre pois as linhas não entram,as pessoas da zona rural sofrem com a escassez de horários.A lógica deste sistema visa apenas o lucro e não o bem estar da população,a Amiver possui processos contra a Viplan a nossa carrasca pois a muito sofremos com esta empresa.Agir esta e a palavra no DF vem sendo organizado um movimento que no qual vários grupos estão participando, pela melhoria dos transportes,para que este seja mais humano,não temos acesso a espetáculos culturais,a serviços e tantos outros.
A população movimentos e associações precisam se juntar e lutar pois nada na vida nada e de graça,sem luta e mobilização não vai.

Por um transporte mais humano!
Por uma cidade mais nossa!

2 comentários:

João Moura - PESSOAS INTELIGENTES ATRAEM PESSOAS INTELIGENTES disse...

Todo esse descaso das empresas, ou melhor, da empresa exploradora de transporte público em Brazlândia(no caso, a Viplan), é única e exclusivamente da apatia dos usuários que, mesmo sofrendo, não exigem seus direitos enquanto consumidores de um serviço de extrema necessidade e muito mal prestado por essa empresa, a Viplan. Isso vem de décadas o descado dela com a população de Brazlândia!
E mais, a conivência das autoridades públicas da cidade e do DF, que não estão preocupados com a situação do mal atendimento à população, também são irritantes!
A questão poderia ser resolvida com um Conselho Comunitário de Transporte (previsto na Lei maior do DF - a Lei Orgânica), desde que atuante! Pois o que existe na cidade (se é que ainda existe?!), impressiona pela inoperância em discutir e priorizar os problemas de transporte público que a população enfrenta. Enquanto isso, as empresas que exploram o transporte público em Brazlândia e também no DF, estão com seus cofres cheios de dinheiro.
Afinal, aumentos da passagem em favor dos empresários são sempre atendidos, inclusive com o novo sistema (o do cartão fácil)de recebimento de passagens à vista. Aliás, o sistema cartão fácil é a maneira mais fácil de se ganhar dinheiro nesse ramo de exploração do transporte público às custas de um péssimo serviço prestado pelas empresas carrascas e exploradoras do povo!
A organização de movimentos populares em defesa de melhores condições de transporte é sempre bem vinda, desde que tenham em mente a exigência de que sejam cumpridas o que na lei determina. E, interessante seria esses movimentos estarem dentro dos conselhos de transporte previstos na Lei Orgânica do DF, para que fossem exigidos os direitos da população no que diz respeito a uma boa prestação e atendimento dos serviços às necessidades da população, principalmente a de Brazlândia, que sofre a décadas com esse pessimo serviços das empresas que a exploram.

Prof. João Moura
Blog Conversa Globalizada (www.conversaglobalizada.com.br)

Amigos das Veredas disse...

Caríssimo companheiro Prof. João Moura.
Agradecemos teu comentário que esclarece mais sobre a questão. E também nos mostra alternativas a esta situação.
Organização popular para a realidade melhorar.
Valeu amigo!